5 principais medidas de segurança patrimonial hospitalar

Para garantir a segurança patrimonial hospitalar com eficiência, é preciso adotar boas práticas.

A segurança patrimonial hospitalar é um serviço essencial em instituições de saúde, como hospitais, clínicas e laboratórios. Seu objetivo é, claro, garantir a proteção dos pacientes, colaboradores e da instituição como um todo.

Afinal, a segurança corporativa é um elemento primordial para todas as empresas e, com os ambientes hospitalares, não é diferente. Então, é necessário um serviço especializado com medidas de proteção adequadas de acordo com as características próprias das instituições de saúde, já que estes são locais de grande circulação de pessoas.

Dessa forma, com a atuação efetiva da segurança patrimonial hospitalar, os gestores podem:

  • Diminuir e evitar infrações que possam acontecer dentro do local como roubo de medicamentos e equipamentos;
  • Garantir o controle de acesso de forma eficiente e acabar com o fluxo de pessoas desconhecidas pelos corredores;
  • Proporcionar a segurança de pacientes, evitando fugas e outros problemas;
  • Trazer maior segurança para o ambiente de trabalho de médicos, enfermeiros, atendentes e demais profissionais;
  • Tornar o ambiente mais acolhedor e livre de ocorrências.

Vamos entender melhor como funciona a segurança patrimonial em hospitais, o porquê de utilizar esse serviço e quais as principais medidas que devem ser adotadas. Confira a seguir!

Leia também: Segurança patrimonial: 8 práticas para adequar o controle de acesso

O que é e como funciona a segurança patrimonial hospitalar?

A área de segurança tem como principal responsabilidade manter a ordem e prevenir incidentes que possam colocar em risco a integridade do patrimônio, das instalações e das pessoas envolvidas, tanto colaboradores como pacientes, fornecedores, parceiros e outros.

Pode parecer algo fácil e simples, não é mesmo? Afinal, quem nunca viu o segurança na porta de um hospital só observando os pacientes. Com certeza, o controle de acesso de pessoas, veículos e de materiais é uma das atividades mais rotineiras. Mas engana-se quem pensa que é só isso.

Na verdade, é normal, inclusive, confundir as atribuições de um segurança com as funções de portaria e recepção. No entanto, nos serviços de vigilância, o objetivo é a empresa como um todo.

Portanto, o trabalho é complexo e a atuação do segmento envolve diversas tarefas, que vão desde o planejamento adequado, o treinamento dos profissionais do setor, o uso de tecnologias e equipamentos de ponta, até a implementação de manual de procedimentos..

Por que utilizar o serviço de segurança nas instituições de saúde?

Como já vimos, uma área de segurança patrimonial hospitalar bem organizada e estruturada pode gerar inúmeras vantagens para as instituições. Entre eles, estão:

  • Maior tranquilidade na rotina de médicos, enfermeiros, pacientes e acompanhantes;
  • Garantia de um ambiente mais seguro, saudável e do bem-estar de todos;
  • Diminuição do risco de violência;
  • Proteção de instalações, do estoque, de materiais e equipamentos médicos, de tecnologias, entre outros itens;
  • Fiscalização de atitudes suspeitas;
  • Inibição de atividade de pessoas de má intenção;
  • Cuidados contra roubos e furtos;
  • Redução de perdas financeiras em decorrência da diminuição de roubos de remédios, materiais cirúrgicos e outros equipamentos.

Leia também: 6 passos para melhorar a segurança corporativa

Principais medidas para a segurança hospitalar eficiente

Falamos acima sobre os serviços de controle de acesso que estão dentro das funções da segurança patrimonial hospitalar. Mas, além disso, os profissionais têm muitas outras incumbências para garantir a proteção completa da instalação. 

Dessa maneira, listamos as 5 principais medidas para uma segurança eficiente:

1. Supervisão e rondas 24 horas

É preciso atuar com rondas e supervisão 24h para garantir que todos os ambientes da instituição de saúde estejam cobertos pela equipe. Os profissionais treinados e capacitados também devem ficar atentos a locais estratégicos, efetuando uma vigilância ostensiva nestes pontos.

2. Avaliação de risco e de segurança 

Realmente, existem locais com maiores riscos, como no recebimento de mercadorias, na entrada do hospital e em locais críticos, como UTI. Logo, a equipe de segurança patrimonial hospitalar precisa avaliar todos os riscos de incidentes, de potencial para roubo e que causem insegurança aos pacientes. Assim, as atividades de fiscalização devem priorizar tais áreas.

3. Controle de acesso 

Os sistemas e protocolos de acesso de pessoas, veículos e mercadorias promovem o alto nível de controle da circulação em todos os ambientes hospitalares e, principalmente, em áreas sensíveis, como o centro cirúrgico. Como consequência, é possível saber quem está autorizado a ficar em cada ambiente.

4. Monitoramento por imagens  

A vigilância por imagens é fundamental nos hospitais, clínicas e laboratórios. Assim, é possível combater violência, roubos e furtos. Com a captação e gravação de imagens por um sistema de videomonitoramento, o setor de segurança pode ficar de olho em todos os pontos chave da instituição e oferecer mais conforto a pacientes e funcionários.

5. Catracas com leitores de digitais ou com crachás

Essa é uma medida de segurança para evitar que colaboradores, fornecedores, parceiros e outros envolvidos na rotina hospitalar estejam em locais indevidos. Até porque, infelizmente, são normais os casos de furtos em empresas e, em hospitais, não é diferente. Assim, só profissionais autorizados terão acesso a determinados ambientes.

Por que contratar uma empresa especializada?

Para garantir maior eficiência na realização dos serviços de segurança patrimonial hospitalar, nada melhor do que contratar empresas especializadas. Afinal, você viu quantos processos e protocolos devem ser adotados para promover a proteção completa da instituição.

Por isso, conte com um parceiro com experiência no mercado, com profissionais responsáveis e capacitados para realizar as atividades, com as melhores práticas de fiscalização e avaliação de riscos e com tecnologias que otimizem o serviço.

Com mais de 20 anos de experiência, a Resolv atua com serviços de facilities (higienização e desinfecção de ambientes), segurança (proteção inteligente) e alimentação (restaurantes corporativos).

Desenvolvemos projetos inteligentes e personalizados com o melhor custo-benefício para empresas de diversos portes e segmentos, como as instituições de saúde. Atuamos com a análise de riscos e a cobertura adequada dos pontos mais vulneráveis dos ambientes.

Além disso, trabalhamos com inteligência integrada e utilizamos ferramentas e processos, como:

  • Central de alarme integrado com imagens;
  • Controle de cobertura de postos por biometria;
  • Rondas virtuais por imagens e checagem on-line das rondas;
  • Central de Controle Operacional para fiscalização dos ambientes dos nossos clientes.

Quer contar com toda a segurança patrimonial hospitalar na sua instalação oferecida pela Resolv, evitar preocupações e poder focar no atendimento médico? Entre em contato com nossos especialistas agora mesmo!

Gerenciamento de riscos: tudo o que você precisa saber
O gerenciamento de riscos evita que a empresa seja prejudicada por possíveis problemas. Saiba mais!
Saiba mais
7 dicas para promover a segurança do trabalho
Investir na segurança do trabalho é uma estratégia fundamental para as empresas evitarem acidentes.
Saiba mais
Por que terceirizar a segurança patrimonial é essencial nos centros logísticos?
A segurança patrimonial é uma estratégia essencial para os centros logísticos reduzirem os custos.
Saiba mais